[Vostok]

Scanner_20180802

Letícia Ramos (Santo Antônio da Patrulha, 1976)
[VOSTOK ]
São Paulo, Edição da autora, 2013
21 x 15 cm
[88]p
500 exemplares

VOSTOK_frame-3-2013

VOSTOK é um projeto que parte da descoberta científica de um lago pré-histórico submerso na Antártida. Em 2012, os cientistas da base russa de pesquisa VOSTOK recolheram amostras de um lago a 4 km abaixo da superfície congelada. Estas amostras são “cápsulas do tempo” da época em que o continente da Antártida começou a congelar. Curioso sobre a existência da vida e do fundo do oceano da paisagem pré-histórica, um cientista russo enviou um submarino em miniatura para as águas frias do lago subglacial. Estes registros contêm uma investigação da representação da vida submarina no Pólo Sul, mostrando lagos sub-polares, submarinos russos, a idade pré-glacial e as luas de Júpiter.
VOSTOK é um projeto de múltiplas mídias que reúne filme, cineperformance, livro e disco (LP). Cada obra do projeto trata de diferentes aspectos de um mesmo universo ficcional, desenvolvendo uma relação complexa entre os elementos narrativos da história e do próprio processo artístico que compõe o conjunto épico de Vostok.

MG_8672 (1)

O disco LP do projeto é o registro da performance “Ensaio para gravação de Orquestra” realizado no estúdio da artista Letícia Ramos no PIVÔ – Arte e Pesquisa no dia 04 de Abril de 2013. Este disco possui 400 exemplares.
http://leticiaramos.com.br/vostok_teaser/

Anúncios

Ensaio

capa ensaio__o

Bárbara Wagner
ENSAIO
Recife, Editora do autor, 2010
19 x 15 cm
80 p.
Offset
1000 exemplares.

6642__o

Ensaio, de Bárbara Wagner, nasce da consciência do lugar-comum da imagem etnográfica e do desejo de mensurar um trabalho artístico com a tradição da fotografia de reportagem. A artista se voltou à cena do maracatu rural em praças de Nazaré da Mata e outras cidades do interior de Pernambuco durante os ensaios que precedem o Carnaval, quando os brincantes ainda não usam a indumentária tradicional. Wagner direciona seu olhar a instantes raros da celebração: suas tomadas verticais mostram os caboclos em momentos de espera, antes que a música comece e que a brincadeira envolva o grupo inteiro em uma dança. A espera e a noite compõem um espaço atemporal, a atenção se concentra nas poses involuntárias desses homens, em suas expressões, nos detalhes de suas roupas, nos pequenos gestos. A série se alterna entre a natureza estática de August Sander e a dureza flagrante de Weegee, e revela uma ironia que evita o estereótipo das taxonomias documentais, que muitas vezes restringem o trabalho fotográfico a uma fria aplicação de uma estratégia conceitual. (Giuliano Sergio)

http://www.barbarawagner.com.br/Ensaio-Rehearsal

recibo057

malambo_RECIBO057_Page_01.jpg

Traplev
número 5, ano 8
Rio de Janeiro, RJ, 2010
1/1 off-set, 36 páginas
3.000 exemplares
ISSN:22363138

 

Notas

Recibo057 propoe uma leitura compartilhada bilingue, pos os conteudos aqui publicados estão nas linguas originais e sempre , seja na tradução, ou memsmo na tentativa de ler em outra lingua o mais importante é tentar compreender o que nao se pode apreender por completo, (outra lingua), tentando mesmo assim criar significados que possam transformar-se de fato em outras (mesmas) relações, possibilidades. Recibo057 – Malambo, bienvenidos!

 

Participantes :

Yolanda Chois
Victor Albarracín
José Tomas Giraldo
Cero39
Daniela Castro
Rodolfo Martine Malota
Lugar a Dudas
Felipe Prando
Monica Restrepo
Carolina Ruiz
João Modé
Jaime Iregui
Camila Rocha
Traplev

 

recibo67

recibo 67_Page_01.jpg

 

Traplev
número 11, ano 10
Recife, PE, 2012
21 x 29 cm
64 páginas
10.000 ex.
ISSN:22363138

 

 

 

Participantes:

Sara Ramo
Fabio Morais
Daniel Costa
Tatiana Ferraz
Laercio Redondo
Estelle Nabeyart
Daniel Steegmann

 

recibo 80

18 recibo 80_Page_001.jpg

 

Traplev
recibo 80
número 13, ano 18
Recife, PE, 2015
23 x 16 cm, 150 páginas
1.000 exemplares.
ISSN: 22363138

 

 

Participantes

Ana Maria Maia
Fernanda Nogueira
Julia Rebouças
Ruben Mano
Carla Zaccagnini
Ligia Nobre
Ana Paula Cohen
Ricardo Basbaum
Luiza Proença
Ivair Reinadim
Ana Pato

 

https://issuu.com/recibo

Prelo: o album

PRELO_template-capa-livro

Rafael Neder, Raquel Pinheiro e Pedro Leitin (org.)
Prelo: o album
Belo Horizonte: Tipografia Matias, 2016
28 p.
15,5 x 22 cm
ISBN: 978-85-67508-02-3

Prelo é um tributo ao mestre tipógrafo Ademir Matias. O livro, que começou a ser produzido em 2014 durante as filmagens do curta-documentário, é um híbrido de álbum, pôster e embalagem de DVD. Composto e impresso à 20 mãos, este trabalho comemora a vida de Matias e as peculiaridades da forma e prática tipográfica.

Ao todo são nove [tipo]gravuras elaboradas pelos designers Caroline Gischewski, Fábio Martins, Flávio Vignoli, Luis Matuto, Olavo D’Aguiar, Pedro Leitin, Rafael Neder, Raquel Pinheiro e Ricardo Donato. Lançado em dezembro de 2016 durante o Fórum de Patrimônio Tipográfico em Diamantina/MG.


Livro completo no link: https://www.youtube.com/watch?v=4YhDzodtCEo


https://estereografica.com/produtos/livros/prelo-o-album/
https://quelpinheiro.myportfolio.com/prelo-o-album-1

Red Tape

redtape

Les Levine
Red Tape
Columbia Books on Architecture and the City, 2016
128 p.
ISBN: 9781941332252

No verão de 1970, o artista Les Levine chegou à Universidade de Toronto para participar da instalação de obras específicas do local no pátio diante da Hart House ( centro de atividade estudantil) da universidade. A peça pretendida – materiais de construção pendurados em cordas de alta tensão entre os edifícios do campus – foi rapidamente bloqueada quando Levine encontrou uma série de impedimentos burocráticos por parte do pessoal da universidade. O que se seguiu foi jogado no conceito conceitual que o artista havia imaginado para o projeto. Ao comparar a correspondência, as transcrições telefônicas e a documentação visual do eventual processo de instalação, Levine usou o trabalho para demonstrar como a própria universidade funcionava como um sistema. A Red Tape publica pela primeira vez este projeto, que existia apenas como um dossiê no arquivo do artista.

In the summer of 1970, the artist Les Levine arrived at the University of Toronto to take part in the installation of site-specific work on the quadrangle in front of the University’s Hart House. The intended piece—construction materials hung from high-tension rope between campus buildings—was quickly stymied as Levine encountered a series of bureaucratic impediments on the part of the University staff. What ensued was played into the conceptual conceit the artist had envisioned for the project. By collating the correspondence, telephone transcripts, and visual documentation of the eventual installation process, Levine used the work to demonstrate how the university itself functioned as a system. Red Tape publishes this project, which had existed only as a dossier in the artist’s archive, for the first time.

https://cup.columbia.edu/book/red-tape-a-new-work-by-les-levine-1970/9781941332252
https://mtwtf.com/arthur-ross-architecture-gallery