A Valentine for Noël

williams

Emmet Williams
A Valentine for Noël: Four variations on a scheme
Stuttgart/Londres/Reykjavik, Edition Hansjörg Mayer, 1973

brochura, sobrecapa
offset, col.
20 x 15,3 cm
[274] p.

DESCRIÇÃO.
A Valentine for Noël, dedicado à esposa do artista, é dividido em quatro partes: IBM, um poema para o leitor compor, do qual Emmett Williams entrega aqui o manual; Ego Hego Shego, com a frase “Ela não me ama” na borda da página; Soldier, apresentando uma repetição da palavra inscrita em uma coluna vertical e cujas letras D, I e E são impressas em vermelho, a cor ganha uma linha a cada página, e Fête duchampêtre, em que o primeiro nome “Marcel” o leitor decodifica gradualmente.

 

DESCRIPTION.
A Valentine for Noël se divise en quatre parties : IBM, un poème à composer soi-même dont Emmett Williams livre ici le mode d’emploi, Ego Hego Shego, où au fil des pages s’inscrit la phrase « She loves me not », Soldier, présentant une répétition du mot inscrit en une colonne verticale et dont les lettres D, I et E sont imprimées en rouge, couleur gagnant chaque occurence au fil des pages, et Fête duchampêtre, où c’est le prénom « Marcel » que le lecteur déchiffre progressivement.

Anúncios

In alphabetical order

Ulises Carrión
In alphabetical order
Geneva, Boabooks, 2016
Brochura
48 p. + errata
14,8 x 21 cm
Offset
ISBN 978-2-940409-94-5

In alphabetical order é um fac-símile da revista seminal criada por Ulises Carrión e Cres,  publicado originalmente em 1979. Neste livro fotográfico – um dos poucos de toda carreira de Carrion – o autor é muito crítico sobre sua própria afiliação ao movimento de arte-correio. O livro apresenta uma série de fotografias de uma caixa de cartões de visita, que o autor justapõe com legendas espirituosas e pungentes: “Este meu livro é parte real e parte fantasia. O fato real é que eu amo listas de nomes, fichários,  sistemas de recuperação de informação, esse tipo de coisa. Não admira que eu tenha um arquivo em casa, Other Books and So Archive, que inclui uma coleção de livros de artista”.

In alphabetical order is a facsimile of the seminal magazine created by Ulises Carrión and Cres, originally published in 1979. In this photographic book – one of very few of Carrion’s entire practice – the author is very critical about his own affiliation with the mail art movement. The book presents a series a photographs of his calling card filing box, which the author juxtaposes with witty and poignant captions: “This book of mine is partly real facts and partly fantasy. The real fact is that I love lists of names, card indexes, information retrieval systems, that sort of thing. No wonder I have an archive at home, the Other Books and So Archive, which includes a collection of artist’s books.”

http://www.boabooks.com/

 

Sounds Good

sounds good

Regina Vater
Sounds Good
Outro título: Sounds Good: homage to John Cage
Austin, Texas (EUA): Regina Vater, 2003
livro em formato sanfona, acondicionado em caixa
10 x 13.5 cm.
300 ex.

Criado em 1989 e pronto para publicação em 2003, Sounds Good é composto de 17 imagens de sorrisos, incluindo o sorriso de John Cage em seu aniversário de 70 anos.

 

Salvar

Parahereges

León-Ferrari-_Parahereges

León Ferrari (Buenos Aires/ARGENTINA, 1920-2013)

Parahereges: collages
São Paulo: Expressão, 1986.

40 p.: principalmente il.,
p&b
30 x 21 cm.

762g-vi_20150903_00023

762g-xi_20150903_00028

A obra apresenta 40 colagens compostas a partir de gravuras religiosas de Dürer e desenhos eróticos orientais.

Coordenação editorial: Marcelo Tápia

763g-i_20150903_00037

[fonte das imagens: MASP]

“Nestas colagens o autor recortou, mesclou e colou desenhos de diferentes autores, especialmente gravuras de Dürer das séries O Apocalipse, A Grande Paixão, A Vida de Maria etc., realizados entre 1493 e 1515 e publicados em Albert Dürer, Catalogue raisonné des Bois de Craves, Berthaus International, 1980. Todos os desenhos eróticos, chineses, japoneses, hindus e nepaleses foram realizados por Penny Slinger, que trabalhou em linhas centenas de miniaturas e gravuras do Tantra e do Taoísmo, publicados em Sexual Secrets, the Alchemy of Ecstasy de Douglas e Slinger, Destiny Books, New York, 1979. As igrejas das lâminas 8 a 11 são de Leon Battista Alberti: Santa Andrea e São Sebastião em Nântua e São Pancrácio em Florença. Foram reproduzidas da revista Arquitetural Design, vol. 49, nº5-6. A lâmina 38 mostra a catedral de Reims. O corpo do dragão da lâmina 7 é parte da gravura de Hans Holbein E a Besta foi Presa e com Ela o Falso Profeta, reproduzido em Le Livre Secret de l’Apocalipse, de Gille Quispel, edições Albin Michel, Paris, 1981. Do mesmo livro foram tirados: o anjo – repetido 15 vezes – da lâmina 23 e os três anjos da lâmina 28. Os quatro são ilustrações anônimas da bíblia de Hans Lufft, versão em alemão de Martinho Lutero, impressa por Lufft, em Wittemberg em 1534. A Vênus da lâmina 28 é uma Afrodite de Praxiteles do século IV a.C. e o Apolo da lâmina 24 é um bronze romano de 460 d.C. encontrado em Selimante. Na lâmina 36 é reproduzido o Cristo em Majestade de Valtarga, Museu de Arte da Catalunha, e na 37, do mesmo museu, o Cristo em Majestade da abside de São Clemente de Tahull.”

http://www.leonferrari.com.ar/
https://vimeo.com/63219163

Book

This_is_the_cover_of_the_book-01-1024x683

George Brecht
Book
28 p.
21.7  x 30 cm
grampo
Offset, black-and-white
250 ex.
Editor: Moritz Küng

Published in the framework of the exhibition ‘Selección Natural – This is the Cover of the Book’ CCL – Blanquerna, Madrid
February 8 to April 9, 2017
Curated by Moritz Küng

This_is_the_cover_of_the_book-03-1024x683This_is_the_cover_of_the_book-04-1024x683

Fluxus artist George Brecht (born New York 1926 – died Cologne 2008) is one of the originators of the ‘participatory’ art movement, in which artwork can only be experienced through the active involvement of the viewer. He is also widely considered to be an important precursor to conceptual art. In his ‘Book’ he describes the specific nature of each single page, in a gesture that renders the printed matter a tautological object. Brecht originally conceived his book in 1964, but did not publish it until 1972, the year he moved to Cologne. This reprint aims to make this thought-provoking and witty artists’ book available again in an affordable version that accurately follows the original layout.

http://if-publications.org/