Un coup de dés jamais n’abolira le hasard: Livre

Un Coup de dés jamais n'abolira le hasard

Michael Maranda
Un coup de dés jamais n’abolira le hasard: Livre
[Toronto, Ont.] . Art Metropole, (c)2008.
33 cm.

Baseado em Un coup de dés jamais n’abolira le hasard : poème, do poeta francês Stéphane Mallarmé e Un coup de dés jamais n’abolira le hasard : image, do artista belga Marcel Broodthaers.

Un Coup de dés jamais n'abolira le hasard

Esta versão do livro foi impressa na mesma cor do papel utilizado na edição original de Mallarmé. O que aparece em branco é o papel utilizado na edição atual.

O livro está disponível em PDF no site da editora Parasitic Ventures

Anúncios

Mallarmé, The Book

Klaus Scherübel.
Mallarmé, The Book
New York, Printed Matter Inc., 2004
ISBN 0-89439-012-0

Nos últimos trinta anos de sua vida, o poeta francês Stéphane Mallarmé (1842-1889) se dedicou a um “trabalho maravilhoso”, que ele simplesmente chamou O Livro (Le Livre). Ele imaginou o livro como uma arquitetura textual-cósmica: uma estrutura extremamente flexível que iria revelar nada menos que “todas as relações existentes entre tudo.” Esta “Grande Obra”, totalmente liberta da subjetividade de seu autor e contendo a soma de todos os livros era, para Mallarmé, a essência de toda a literatura e ao mesmo tempo um livro “muito comum”. A realização deste
trabalho “puro” que planejava publicar em uma edição bestseller nunca progrediu além de sua concepção e uma análise detalhada das questões estruturais e materiais relacionadas com a publicação da obra.
Em Mallarmé, O Livro o artista Klaus Scherübel atua como editor e preservador da obra-prima esquecida de Mallarmé. Em um gesto que destaca o estatuto contraditório do livro, impossível de realizar (como um livro) e plenamente realizado (como um trabalho conceitual), Scherübel produziu uma “capa” para O Livro nas dimensões especificadas por Mallarmé mais de cem anos atrás.

http://klausscheruebel.com/

UN COUP DE DÉS JAMAIS N‘ABOLIRA LE HASARD. SCULPTURE

Imagem

Michalis Pichler
UN COUP DE DÉS JAMAIS N‘ABOLIRA LE HASARD. Sculpture
Berlin: “greatest hits”, 2008.
versão em papel, cortado a laser
32 p.
32,5 x 25 cm
500 ex.
ISBN 978-3-86874-001-1

500 copies are produced on paper, 90 on translucent paper and 10 on acrylic glass plates.

 

Referência:
Gilbert, Annette (ed.). Reprint: Appropriation (&) Literature. Weisbaden: Lux Books, 2014, p. 373.

Salvar